Ações do documento
Selo Verde - Categoria Diamante

A Codevasf é a primeira empresa pública a receber a certificação Selo Verde, Categoria máxima “ Diamante”, concedido pela organização Ecolmeia, de São Paulo, pelo reconhecimento de seu compromisso socioambiental. Essa certificação reconhece, em maior grau, as organizações que agem com responsabilidade, comprometimento e que buscam a valorização humana e o desenvolvimento de suas atividades e/ou processos produtivos em bases sustentáveis.

Após a conquista do Selo na Categoria Ouro, a Codevasf deu mais um passo: motivou e convidou algumas organizações parceiras no âmbito de sua atuação para serem alvo de avaliação criteriosa que envolve, dentre outros, os aspectos ambientais, sociais e econômicos.

Essas organizações parceiras, inseridas no âmbito das 3ª e 6ª Superintendências Regionais, desenvolvem atividades de educação ambiental e adotam soluções coletivas e viáveis para redução, reutilização e reciclagem de resíduos. Pela sua expressão, essas organizações alcançaram a certificação Selo Verde, Categoria “Ouro”.

A Codevasf, após sete anos, volta a ser a primeira empresa pública a ter a certificação Selo Verde, Categoria máxima “ Diamante”, renovada até 2020, por ter identificado uma rede de organizações na sua área de atuação que tem como objetivos a excelência das ações socioambientais e o compromisso com o desenvolvimento sustentável e a cidadania.

Diante deste contexto, a Codevasf assumiu o compromisso e o desafio de ser agente multiplicador na consolidação e formação de novas redes de organizações. Assumiu também, o apoio aos seus parceiros a se tornarem agentes multiplicadores de boas práticas socioambientais que buscam minimizar e reduzir os impactos negativos respeitando o meio ambiente, trabalhando a educação ambiental junto a funcionários, fornecedores, clientes e comunidade e utilizando a “Política dos 8R´s da sustentabilidade: repensar, reduzir, reutilizar, reciclar, recusar, respeitar, responsabilizar-se e repassar.

Rede de Organizações parceiras criada pela Codevasf

 Associação de Pequenos Produtores Manga Brasil - Localizada em Maniçoba/BA, é composta de 66 associados e possui uma área total de 420 ha, dos quais 320 ha são ocupados pela cultura da mangueira. Possui um Packing House para processamento e agregação de valor as frutas. É uma sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos, cujo objetivo é apoiar os pequenos produtores do perímetro na comercialização interna e exportação da sua produção, principalmente para a Holanda. Em parceria com a Codevasf, a Associação obteve em 2010 a Certificação Fair Trade (Comércio Justo).

 Cooperativa de Energia Comunicação e Desenvolvimento do Alto Pajeú -Localizada em Afogados da Ingazeira (PE), promove há 40 anos o desenvolvimento rural sustentável na região do Alto Pajeú, buscando a inclusão social do homem do campo com a implantação de projetos de eletrificação, reciclagem de resíduos sólidos, recomposição de áreas erodidas, captação, reserva e distribuição de água.

 Distrito de Irrigação do Perímetro Mandacaru - Localizado em Juazeiro (BA), possui um total de 840 hectares de área irrigada, dos quais 394 ha são destinados a 54 famílias de pequenos produtores que cultivam principalmente manga, cana de açúcar, acerola, banana, mamão, maracujá, cebola e melão para consumo interno e exportação. Possui sistema de irrigação por gotejamento e micro-aspersão, o que resulta no uso racional da água, redução dos processos erosivos, de salinização do solo e economia de energia elétrica.

 Distrito de Irrigação do Perímetro Maniçoba – Localizado em Juazeiro (BA), possui uma área de aproximadamente 12,5 mil hectares irrigáveis, dos quais 8,2 mil hectares são dotados de infraestrutura hídrica para atender a cerca de 375 lotes de agricultores familiares, pioneiros dentro do Perímetro, e mais 517 novos lotes agrícolas, sendo 48 pertencentes a empresas agrícolas de médio e grande porte, como Agrovale, Ebras, Brasil Uvas, Hortibon, Frutibon e Agrobraz. Se destaca pela produção de manga, uva, coco, goiaba, mamão, maracujá e melancia, sendo que as mangas do tipo Tommy e Palmer são exportadas para a Europa. Possui sistema de irrigação por gotejamento e micro-aspersão, o que resulta no uso racional da água, redução dos processos erosivos, de salinização do solo e economia de energia elétrica.

Última modificação 12/07/2018 18:21