Ações do documento
Área de Atuação

A área de atuação da Codevasf abrange as bacias hidrográficas dos rios São Francisco, Parnaíba, Itapecuru, Mearim, Paraíba, Mundaú, Jequiá, Tocantins, Munim, Gurupi, Turiaçu e Pericumã, bem como os municípios do estado de Alagoas que não se encontram na bacia hidrográfica do rio São Francisco, nos Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí, Sergipe e o Distrito Federal, conforme disposto na Lei nº 13.507 de 17 de novembro de 2017, que alterou a Lei nº 6.088, de 16 de julho de 1974.

A maior parte das áreas das bacias hidrográficas dos rios São Francisco e Parnaíba está localizada na região semiárida brasileira. As bacias dos rios Gurupi, Itapecuru, Mearim, Pericumã, Tocantins e Turiaçu, no estado do Maranhão e do rio Parnaíba, no Estado do Piauí, possuem áreas na região da “Amazônia Legal”.

O Decreto nº 8.207, de 13 de março de 2014, designa a Codevasf, como Operadora Federal do "Projeto de Integração do São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional" - PISF, ampliando suas atribuições, sobre a chamada Região de Integração - territórios de influência situados nos estados da Paraíba, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte - que receberão impacto das ações desenvolvidas pela Companhia.

Orientada pelas vocações e potencialidades locais, a Codevasf contribui para a melhoria de vida e desenvolvimento socioeconômico na sua área de atuação, por meio da execução direta ou de parcerias, de expressivo número de ações relacionadas, principalmente, ao desenvolvimento da agricultura irrigada, revitalização de bacias hidrográficas, estruturação de atividades produtivas e oferta de água para garantia da segurança hídrica.

Os municípios localizados na área de atuação da Codevasf apresentam significativas potencialidades de desenvolvimento por meio do aproveitamento e utilização racional dos recursos hídricos disponíveis, que podem contribuir de maneira significativa para a geração de empregos, renda, e consequentemente movimentar economicamente a região.

Última modificação 14/03/2018 15:19