Ações do documento
Diretrizes

A Codevasf desempenha, desde sua fundação em 1974, um importante papel no planejamento e desenvolvimento dos recursos naturais/hidrológicos na bacia hidrográfica do rio São Francisco e, a partir de 2000, na bacia do Parnaíba. Desde 2010, a empresa passou também a atuar nos vales do Itapecuru e Mearim.

Em 22/11/2006, a Companhia aprovou, pela Resolução da Diretoria Executiva nº 549, as suas novas Diretrizes Políticas, que servem como base para enquadramento das ações e projetos a serem desenvolvidos, em consonância com os objetivos do governo e necessidades das regiões e em conformidade com a Missão, Visão de Futuro e Objetivos Estratégicos definidos para a empresa.

As diretrizes foram construídas a partir dos direcionamentos anteriormente apontados com contribuição das Áreas e das Superintendências, no contexto da nova estrutura funcional, com ênfase nos resultados.

O principal foco do planejamento estratégico da Codevasf é o desenvolvimento sustentável das bacias hidrográficas do São Francisco e do Parnaíba com justiça social, alinhado às diretrizes do governo federal, do Ministério da Integração Nacional e do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e respeitando as potencialidades e vocações regionais, segundo as seguintes diretrizes:

  • Promover a revitalização das bacias hidrográficas dos rios São Francisco e Parnaíba;

  • Implantar projetos que reforcem os arranjos produtivos locais;

  • Adotar salvaguardas ambientais nas atividades produtivas potencialmente impactantes aos ecossistemas das bacias hidrográficas;

  • Desenvolver e manter atualizados planos de desenvolvimento integrado para as bacias do São Francisco e do Parnaíba;

  • Apoiar a implantação dos projetos prioritários identificados no Plano de Ação para o Desenvolvimento Integrado da Bacia do Parnaíba - Planap;

  • Promover a capacitação dos atores envolvidos nos programas de desenvolvimento regional sustentável;

  • Contribuir no abastecimento de água para consumo humano e animal, prioritariamente por meio de obras de pequeno porte para atendimentos comunitários;

  • Integrar a Empresa na matriz energética do país, estimulando a produção de fontes alternativas de energia, com ênfase em ciência e tecnologia, prioritariamente na área agrícola, a exemplo dos polos de biocombustíveis;

  • Promover o saneamento ambiental com ênfase na gestão e na qualidade dos recursos naturais;

  • Incentivar a atração de investimentos privados como instrumento de viabilização dos projetos, a exemplo das Parcerias Público-Privadas e das concessões;

  • Desenvolver projetos e ações com foco em Mecanismos de Desenvolvimento Limpo – MDL;

  • Fomentar projetos de infraestrutura de apoio à produção, logística, distribuição e comercialização nas áreas de atuação da Empresa; e

  • Gerar receita própria a partir da prestação de serviços técnicos especializados, como consultoria em projetos de irrigação e informações georreferenciadas.

Última modificação 13/06/2014 10:38